Kremlin diz que precisa checar se convocação de Navalny para boicotar eleição cumpre com a lei

MOSCOU (Reuters) - A convocação feita pelo líder da oposição na Rússia, Alexei Navalny, para boicotar as eleições presidenciais do próximo ano precisa ser estudada com cuidado para verificar se cumpre com a lei, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a repórteres nesta terça-feira.

Peskov também disse que a legitimidade das eleições não será influenciada pela falta de um potencial participante.

Navalny foi proibido, na segunda-feira, de concorrer na eleição do dia 18 de março depois que autoridades o consideraram inelegível devido a uma pena de prisão suspensa que ele disse ter sido forjada.

(Reportagem de Denis Pinchuk)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos