PUBLICIDADE
Topo

Kuweit prende cinco devido a vídeo considerado ofensivo ao príncipe herdeiro

26/12/2017 14h52

DUBAI (Reuters) - O Kuweit prendeu cinco suspeitos acusados de publicarem um vídeo em redes sociais que foi considerado ofensivo ao príncipe herdeiro do país do Golfo Pérsico, informou o Ministério do Interior na terça-feira.

Os acusados são funcionários do governo com posições em "instituições importantes dentro do Estado", disse a pasta em um comunicado divulgado pela agência de notícias estatal Kuna.Nos últimos dias circulou um vídeo nas redes sociais que mostra o príncipe herdeiro apontando o dedo a dignitários durante uma competição de futebol do Golfo, aparentemente na tentativa de lhes indicar quem deveria ser o primeiro a apertar a mão do emir.Não ficou claro de imediato se o vídeo foi objeto das acusações legais.

​