Autoridades do Alabama oficializam democrata Jones como vencedor ao Senado apesar de recurso de Moore

(Reuters) - Autoridades do Alabama oficializaram nesta quinta-feira o democrata Doug Jones como vencedor da disputa ao Senado dos Estados Unidos, após um juiz estadual rejeitar um recurso legal do republicano Roy Moore, cuja campanha foi afetada por acusações de conduta sexual imprópria com garotas adolescentes.

Jones conquistou a vaga por uma diferença de cerca de 22 mil votos, ou 1,6 ponto percentual, disseram autoridades eleitorais. Isto fez com que se tornasse o primeiro democrata no Alabama em um quarto de século a conquista uma cadeira no Senado. A vaga estava com o republicano Jeff Sessions, que foi nomeado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como secretário de Justiça.

O secretário de Estado do Alabama, John Merrill, oficializou os resultados da eleição em uma reunião com o comitê estadual, que também inclui a governadora Kay Ivey e o secretário de Justiça Steve Marshall.

“Estou ansioso para trabalhar pelo povo do Alabama no ano que vem”, disse o senador eleito Doug Jones em comunicado, classificando sua vitória de “um novo capítulo para nosso Estado e a nação”.

Moore se negou a admitir derrota até mesmo após Trump pedir que fizesse isso.

Um porta-voz de Merrill disse que um juiz do Alabama negou o pedido de Moore para bloquear a certificação dos resultados da eleição de 12 de dezembro, em uma decisão pouco antes do comitê se reunir.

Jones irá diminuir a maioria republicana no Senado para 51 de 100 assentos.

(Reportagem de Makini Brice, em Washington)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos