Explosão de forno em maior complexo de refino da Venezuela deixa 2 feridos

Por Mircely Guanipa

PUNTO FIJO, Venezuela (Reuters) - Um forno explodiu em uma das unidades do maior complexo de refino de petróleo da Venezuela, e o incidente deixou dois feridos, disseram na quarta-feira um líder sindical e um familiar de um dos trabalhadores afetados pela explosão.

O incidente ocorreu na noite de terça-feira no processador de nafta da refinaria Cardón, a segunda mais importante do Centro Refinador Paraguaná (CRP), e provocou ferimentos em dois trabalhadores, que se recuperavam na quarta-feira depois de receberem atendimento médico, acrescentaram as fontes.

"Estavam arrancando o processador de nafta e um dos fornos explodiu", explicou o líder sindical Iván Freites.

"Me avisaram às 20h que meu filho e outro colega tiveram esse acidente, mas que estavam bem. Ele tem queimaduras em várias partes do corpo", disse Pablo Céspedes, pai de um dos feridos.

A estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) não respondeu de imediato a um pedido de informações da Reuters.

O CRP é o maior centro de refino do país petroleiro e um dos maiores do mundo, com uma capacidade de 955 mil barris por dia (bpd), mas neste ano as operações vêm sendo afetadas por falhas constantes e falta de petróleo bruto para processar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos