Rússia diz que pedido dos EUA para sessão de emergência na ONU sobre o Irã é "destrutivo"

Por Denis Pinchuk

MOSCOU (Reuters) - A Rússia considera uma proposta dos Estados Unidos para a realização de uma sessão extraordinária do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) a respeito dos tumultos no Irã "prejudicial e destrutiva", disse o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Ryabkov, nesta quinta-feira, segundo a agência de notícias RIA."Não vemos nenhum papel para o Conselho de Segurança das Nações Unidas nesta questão", afirmou, de acordo com a agência. "Os assuntos domésticos do Irã não têm nada a ver com o papel do Conselho de Segurança das Nações Unidas$escape.getQuote().Nesta semana a embaixadora norte-americana na ONU, Nikki Haley, disse que Washington está pedindo sessões de emergência sobre a República Islâmica na ONU em Nova York e no Conselho de Direitos Humanos da entidade em Genebra.Protestos contra o governo irromperam em cidades iranianas pequenas e grandes ao longo da última semana, e 21 pessoas já morreram nos distúrbios.Comentando a possibilidade de novas sanções dos EUA contra Teerã, Ryabkov disse que tais métodos são "ilegítimos$escape.getQuote().A porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Heather Nauert, insinuou que o governo de seu país pode impor sanções a autoridades iranianas que reprimirem protestos pacíficos.Mais cedo nesta quinta-feira Ryabkov disse que os EUA não deveriam interferir nos assuntos internos do Irã e que Moscou continua comprometida com o acordo internacional de 2015 para conter o programa nuclear do regime, que o presidente Donald Trump tem questionado.

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos