Incêndio na Trump Tower de Nova York deixa 2 feridos, dizem bombeiros

NOVA YORK (Reuters) - Duas pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave, em um incêndio ocorrido na manhã desta segunda-feira perto da cobertura da Trump Tower em Manhattan, informou o Departamento de Bombeiros de Nova York nesta segunda-feira.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estava em Washington no momento do incidente.

Apesar de a mídia local ter inicialmente relatado que não havia feridos, uma pessoa sofreu um ferimento grave, possivelmente com risco de morte, e outra teve uma lesão menor, de acordo com o Departamento dos Bombeiros.

Eric Trump, um dos filhos do presidente, disse no Twitter que houve um pequeno incêndio causado por uma pane elétrica na torre de resfriamento no telhado do prédio.

"O Departamento de Bombeiros de Nova York chegou aqui em minutos e fez um trabalho incrível", disse Eric Trump. "Os homens e mulheres dos Bombeiros de Nova York são verdadeiros heróis e merecem nossos mais sinceros agradecimentos e elogios!"

De acordo com os bombeiros, o incêndio foi reportado por telefone pouco antes das 7h (horário local) no último andar do prédio de 68 pisos, que era a residência principal de Trump antes de sua posse como presidente dos Estados Unidos há um ano.

Mais de 90 minutos depois do alerta inicial, 84 bombeiros e 26 unidades ainda estavam na cena, segundo o porta-voz do Departamento de Bombeiros Ken Reilly.

(Reportagem de Peter Szekely)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos