Ex-presidente dos EUA Bill Clinton pede libertação imediata de jornalistas da Reuters em Mianmar

WASHINGTON (Reuters) - O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton pediu na segunda-feira pela libertação imediata dos dois jornalistas da Reuters detidos em Mianmar.

"Uma imprensa livre é fundamental para uma sociedade livre -- a detenção de jornalistas em qualquer lugar é inaceitável. Os jornalistas da Reuters sendo mantidos em Mianmar devem ser libertados imediatamente", disse Clinton, em publicação no Twitter.

Mianmar acusou os repórteres da Reuters Wa Lone, de 31 anos, e Kyaw Soe Oo, de 27, de violarem a pouco usada lei de segredos oficiais, que data da era colonial britânica do país.

Os jornalistas devem comparecer a um tribunal na cidade de Yangon na quarta-feira. Essa será sua segunda aparição em um tribunal, e a promotoria pode requerer que acusações sejam apresentadas contra eles.

(Reportagem de Eric Walsh)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos