Satélite de espionagem dos EUA falha em entrar em órbita e pode estar destruído, dizem fontes

WASHINGTON (Reuters) - Um satélite de espionagem dos Estados Unidos lançado no domingo de Cabo Canaveral, na Flórida, a bordo de um foguete SpaceX fracassou em entrar em órbita e assume-se que seja uma perda total, disseram duas autoridades norte-americanas informadas sobre a missão.

O satélite confidencial da inteligência, construído pela Northrop Grumman Corp, fracassou em se separar do segundo estágio do foguete Falcon 9 e assume-se que tenha quebrado ou caído no mar, disseram na segunda-feira as duas autoridades, que falaram sob condição de anonimato.

Assume-se que o satélite tenha sido “eliminado”, disse uma das autoridades.

A suposta perda do satélite foi relatada inicialmente pelo Wall Street Journal.

A Northrop Grumman construiu o satélite multibilionário, com nome de Zuma, e foi responsável por escolher o veículo de lançamento SpaceX Falcon 9, disseram as autoridades.

Uma investigação está em curso, mas não há indícios iniciais se sabotagem ou outra interferência, disseram.

(Reportagem de John Walcott)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos