Legislativo de Vermont, nos EUA, aprova legalização da maconha

Por Scott Malone

(Reuters) - O Senado do Estado de Vermont, nos Estados Unidos, aprovou nesta quarta-feira um projeto para legalizar o uso recreativo da maconha, o que torna o Estado o primeiro no país a fazer isso pelo Legislativo, e não por plebiscito.

O governador republicano Phil Scott deve sancionar o projeto aprovado pelo Senado controlado pelos democratas. A câmara baixa, também controlada pelos democratas, aprovou a medida na semana passada. Embora Vermont seja um dos Estados mais liberais politicamente dos EUA, ele é um dos 23 do país que não permitem plebiscitos.

O projeto vai permitir que as pessoas com 21 anos ou mais possuam até uma onça (cerca de 28,3 gramas) de maconha, duas plantas adultas e quatro plantas novas a partir de julho. A proposta não abre caminho imediatamente para as vendas no varejo. Uma comissão criada no ano passado estuda como cobrar impostos e regulamentar a droga.

Com a aprovação, o Estado vai contra a política do governo do presidente dos EUA, Donald Trump. Na semana passada, o secretário de Justiça, Jeff Sessions, reverteu uma medida da era de Barack Obama que aliviava a aplicação das leis federais que proíbem a droga em oito Estados onde ela é legal.

Forças de segurança em Vermont criticam a legalização, dizendo que a droga é um risco para a saúde e que não há como verificar rapidamente se motoristas consumiram maconha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos