Brexit sem acordo pode custar 500 mil empregos ao Reino Unido, diz prefeito de Londres

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido pode perder quase 500 mil empregos e 50 bilhões de libras em investimentos durante os próximos 12 anos caso fracasse em chegar a um acordo comercial com a União Europeia, de acordo com um estudo apresentado pelo prefeito de Londres, Sadiq Khan.

A consultoria econômica Cambridge Econometrics analisou cinco cenários diferentes para o Brexit, da forma mais dura à mais suave, e separou o impacto econômico sobre nove indústrias, de construção a finanças.

De acordo com o estudo, em um cenário sem acordo, a indústria que será mais impactada será a financeira e de serviços profissionais, com até 119 mil empregos a menos nacionalmente.

"Caso o governo continue a tratar de forma ineficaz as negociações, nós podemos estar seguindo para uma década perdida de menor crescimento e menos empregos", disse Khan. "Ministros estão rapidamente ficando sem tempo para dar a volta por cima nas negociações".

O Reino Unido e a União Europeia irão em breve começar a tarefa mais difícil de definir a relação comercial futura, após definirem os termos mais amplos do acordo de separação no mês passado.

Um impasse entre o Reino Unido e a União Europeia sobre o futuro acesso ao mercado único para a vasta indústria de serviços financeiros de Londres está se transformando em um dos principais campos de batalha do Brexit antes da saída prevista do Reino Unido do bloco, em março de 2019.

(Reportagem de Andrew MacAskill)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos