Grupo de senadores democratas e republicanos esboça plano imigratório para os EUA

Por Richard Cowan

WASHINGTON (Reuters) - Um grupo de senadores democratas e republicanos chegou nesta quinta-feira a um acordo preliminar sobre uma legislação para proteger da deportação os jovens imigrantes chamados dreamers (sonhadores), além de outras mudanças na política imigratória, e o grupo está tentando angariar apoio no Congresso para o acordo.

Os três senadores democratas e três republicanos "chegaram a um acordo em princípio para lidar com segurança de fronteira, o chamado programa de loteria de vistos, a cadeia migratória/reunificação familiar e a lei para os dreamers", escreveram.

Os seis senadores são os democratas Dick Durbin, Michael Bennet e Robert Menendez, e os repbulicanos Lindsey Graham, Jeff Flake e Cory Gardner.

A proposta também deveria ser apresentada para a Casa Branca para a consideração do presidente Donald Trump, antes de uma tentativa de aprovação no Senado e na Câmara dos Deputados.

O grupo trabalha há meses na esperança de formular uma legislação que impeça que cerca de 700 mil dreamers possam ser deportados, depois que Trump terminou com o programa que lhes dava status legal temporário e permissão para trabalhar.

Os dreamers são imigrantes sem documentos que foram levados aos EUA quando crianças e são na sua maior parte do México e de países da América Central.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos