Nova investigação de acidente em voo Rio-Paris da Air France coloca culpa em pilotos

Emmanuel Jarry

De Paris

  • Divulgação/FAB/AP

Os pilotos do avião da Air France que caiu no oceano Atlântico matando as 228 pessoas a bordo durante voo do Rio de Janeiro para Paris em 2009 perderam o controle da aeronave após não realizarem procedimentos adequados, afirmou nesta sexta-feira um novo relatório de investigação do acidente.

A nova investigação sobre a queda do voo AF447 confirmou descobertas anteriores de que o capitão da aeronave estava fora da cabine quando ocorreu o incidente, e que deixou o comando sem dar instruções operacionais claras, disse o relatório, que foi visto pela Reuters.

Representantes de uma associação de familiares de vítimas disseram que o relatório minimiza as responsabilidades de Air France e Airbus pelo acidente.

Em nota, a Air France destacou que a nova perícia "foi conduzida de forma unilateral e não contraditória, tendo nunca sido associada ao trabalho dos especialistas encarregados". A empresa informou ainda que não pode "aderir às conclusões, que levam particularmente à acusação severa dos membros da tripulação do voo".

Ainda no comunicado, a companhia destacou que "a segurança de voo é e sempre foi a sua principal prioridade e que a formação dos pilotos sempre foi realizada de forma rigorosa" e disse que sempre defenderá "a memória da tripulação da AirFrance, que foram vítimas deste acidente trágico". A empresa informou que analisará o relatório e fará as observações necessárias aos examinadores.

As partes têm agora dois meses para fazer comentários sobre o relatório, que faz parte de uma investigação judicial sobre o acidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos