Líder do Ukip no Reino Unido enfrenta pedidos de renúncia após comentários de namorada

LONDRES (Reuters) - O líder do eurocético Partido de Independência do Reino Unido (Ukip, em inglês) enfrentou neste domingo pedidos de renúncia, após um jornal publicar mensagens racistas enviadas por sua namorada sobre Meghan Markle, a noiva do príncipe Harry.  

Em 2017, Henry Bolton foi o quarto líder em um ano nomeado para o comando do Ukip, partido que contribuiu para a decisão do Brexit. Ele foi assunto dos tablóides durante o Natal, quando noticiaram que havia trocado a esposa pela modelo e membro da legenda, Jo Marney, de 25 anos.

Neste domingo, o jornal The Mail publicou uma série de mensagens enviadas por Jo Marney para uma amiga, nas quais ela faz comentários ofensivos sobre Meghan e pessoas negras. A publicação também trouxe pedido de desculpas de Jo, no qual ela diz que seus comentários foram “tirados de contexto”.

Bill Etheridge, do Ukip, que é membro do Parlamento Europeu, disse: “chegou a hora de Henry Bolton renunciar à liderança do Ukip. Ele precisa sair, e rápido, da maneira mais silenciosa possível”.

(Por Elizabeth Piper)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos