Líder de partido britânico termina com namorada após comentários "terríveis" sobre noiva de Harry

Por Michael Holden

LONDRES (Reuters) - O líder do Partido de Independência do Reino Unido (Ukip), Henry Bolton, disse que terminou com a namorada depois que um jornal publicou comentários ofensivos feitos por ela sobre a noiva do príncipe Harry, Meghan Markle, e sobre pessoas negras em geral.

Bolton, de 54 anos, que se tornou o quarto líder do enfraquecido partido anti-UE em um ano ao ser eleito em setembro, disse que havia terminado o relacionamento com a modelo Jo Marney depois que as "terríveis" mensagens que ela enviou para uma amiga foram publicadas.

A modelo de 25 anos, que começou a namorar Bolton logo após o Natal, descreveu Meghan Markle, cuja mãe é afro-americana, como uma "pequena plebeia burra", e disse que "sua semente irá manchar nossa família real", de acordo com as mensagens publicadas pelo jornal Mail on Sunday.

Marney também descreveu pessoas negras como feias.

"O elemento romântico do relacionamento acabou", disse Bolton à rádio BBC, dizendo que eles terminaram na noite de domingo.

"Por mais terríveis e ofensivos que os comentários que ela fez naquelas mensagens pessoais diretas foram... Eu honestamente não acredito que aquelas sejam suas crenças fundamentais".

Harry disse que Meghan foi alvo de "total sexismo e racismo" nas redes sociais quando ele revelou que estavam namorando em 2016 e que também houve insinuações racistas em artigos publicados em jornais. O casal anunciou seu noivado em novembro, e irá se casar em maio deste ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos