Presidente francês garante que campo de imigrantes de Calais não retornará

Em Paris

O presidente francês, Emmanuel Macron, disse nesta terça-feira que não irá permitir que outro campo de imigrantes improvisado surja na cidade portuária de Calais e pressionou o Reino Unido para responder a demandas da França sobre a questão de crianças desacompanhadas.

Macron também disse que irá repreender policiais se eles usarem força excessiva contra imigrantes, mas defendeu as forças de segurança de acusações de brutalidade levantadas por algumas organizações de caridade, que descreveu como mentiras.

"Não haverá nenhum retorno da 'selva'", disse Macron durante discurso em Calais, em referência ao apelido dado ao campo que o governo anterior desmantelou.

A França quer que o Reino Unido compartilhe uma parte maior dos curtos de segurança de sua fronteira conjunta e aceite mais pessoas que buscam asilo.

(Reportagem de Michel Rose e Sudip Kar-Gupta)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos