Copa do Mundo da Rússia é possível alvo para Estado Islâmico, alertam especialistas britânicos

BAGDÁ (Reuters) - A Copa do Mundo da Rússia será um “alvo atraente” para o Estado Islâmico por conta do papel russo na derrota territorial do grupo militante no Oriente Médio, afirmou nesta quinta-feira a companhia de análises IHS, sediada no Reino Unido.

“Um ataque bem-sucedido (na Rússia) irá provocar um tremendo impulso de propaganda para o Estado Islâmico e seus combatentes e apoiadores, destacando a contínua ameaça internacional apresentada pelo grupo apesar de sua derrota territorial”, informou a IHS em relatório.

A participação das seleções da Arábia Saudita e do Irã no torneio dão um incentivo ainda maior ao grupo para mirar a competição, segundo o relatório.

Apesar de perder todo território no Iraque e Síria em novembro do ano passado, o grupo reivindicou grandes ataques em Istambul, Londres, Manchester, Barcelona e Teerã, matando dezenas de civis.

O grupo mirou a cidade sagrada muçulmana de Medina, na Arábia Saudita, em 2016.

O líder do Estado Islâmico Abu Bakr al-Baghdadi, ainda está foragido apesar da queda do ano passado do califado que declarou em 2014 em partes da Síria e do Iraque.

Ataques reivindicados pelo Estado Islâmico cresceram levemente em 2017, para mais de 4.500, apesar de suas perdas territoriais, mas fatalidades dos ataques caíram em dois quintos comparadas a 2016, para cerca de 6.500, informou a IHS.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos