Vazamento de gás no centro de Londres fecha estação ferroviária e leva a esvaziamento de hotéis

LONDRES (Reuters) - Um grande vazamento de gás na região central de Londres levou ao fechamento da estação ferroviária Charing Cross e à retirada de centenas de pessoas de boates e hotéis próximos ao local, nesta terça-feira.

A polícia fechou a Strand, uma importante via que leva à Trafalgar Square --o coração da capital britânica-- e aconselhou pessoas a evitarem a área.

A brigada de incêndio disse ter sido chamada às 2h (horário local) e que estava lidando com um vazamento de gás emitindo “altos níveis de gás natural”. Cerca de 20 bombeiros estavam no local.

A emergência fez com que a polícia retirasse 1.450 pessoas de hotéis e da boate Heaven.

“Por favor evitem a área e encontrem rotas alternativas”, informou a Brigada de Incêndio de Londres.

A operadora ferroviária informou que as estações de Charing Cross e Waterloo East irão permanecer fechadas, com alguns serviços desviados para outras estações e outros possivelmente sendo cancelados. Serviços eram esperados para retornar ao meio-dia, informou a operadora Southeastern.

(Reportagem de Guy Faulconbridge, em Londres, e Subrat Patnaik, em Bangalore)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos