Lula acusa desembargadores de "cartel" e diz que irá batalhar até o fim

SÃO PAULO (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acusou nesta quinta-feira os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) que mantiveram na véspera sua condenação por corrupção e lavagem de dinheiro de fazerem um "cartel" para dar uma decisão unânime e impedir os embargos infringentes, e prometeu recorrer e batalhar até o final.

Em discurso durante reunião da Executiva Nacional do PT em São Paulo, na qual o partido confirmou sua pré-candidatura à Presidência, Lula disse ainda que está em curso uma tentativa de criminalização do PT, e reiterou sua inocência.

(Por Eduardo Simões)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos