Site de líder opositor russo Navalny é bloqueado antes de eleição

MOSCOU (Reuters) - Autoridades da Rússia bloquearam o site do líder opositor russo Alexei Navalny nesta quinta-feira, um mês antes da eleição presidencial, uma medida que Navalny disse ter como meta conter sua campanha de boicote ao que qualifica como uma votação fraudulenta.

A agência reguladora das comunicações russa, Roskomnadzor, disse ter ordenado que as operadoras de telecomunicações bloqueiem partes da página de Navalny por ele ter ignorado uma solicitação para retirar material coberto por um mandato de segurança obtido pelo bilionário russo Oleg Deripaska.

Deripaska disse que sua reivindicação está relacionada à disseminação de alegações falsas a seu respeito, baseadas em informações particulares vazadas, e que objetiva proteger seu direito à privacidade.

"Não tem nada a ver com nenhuma batalha política entre o senhor Navalny e seus oponentes políticos", disse Deripaska em um comunicado.

"O senhor Navalny não é parte do caso pendente, já que não foi a fonte primária das informações particulares vazadas".

Navalny, impedido de concorrer à eleição de 18 de março, na qual o atual presidente Vladimir Putin é o provável vencedor, acusou as autoridades de agirem para impedir sua campanha, que visa convencer as pessoas a boicotarem o pleito.

(Por Polina Devitt e Denis Pinchuk)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos