Estado Islâmico mata 27 milicianos iraquianos perto de Kirkuk

Por Mustafa Mahmoud

KIRKUK, Iraque (Reuters) - Militantes do Estado Islâmico emboscaram um comboio de milicianos pró-governo perto de Kirkuk, cidade petrolífera do norte do Iraque, na noite de domingo e mataram ao menos 27 deles, disseram as Forças de Mobilização Popular, que têm apoio do governo, nesta segunda-feira.

O Estado Islâmico assumiu a responsabilidade do ataque.

Uma autoridade de segurança disse que forças iraquianas estão perseguindo os militantes, que se disfarçaram com uniformes da polícia para realizar a emboscada.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, ofereceu condolências às famílias dos mortos e ordenou que as forças de segurança levem os responsáveis à justiça, informou seu gabinete em um comunicado.

Forças do Iraque iniciaram uma operação neste mês para consolidar o controle de uma área montanhosa próxima de Kirkuk que se pretende usar como rota de trânsito para caminhões de transporte de petróleo iraquiano rumo ao Irã. Dois grupos armados estão ativos na área.

Em dezembro Bagdá declarou vitória sobre o Estado Islâmico, que chegou a controlar quase um terço do país em 2014. Mas o grupo continua a realizar ataques e bombardeios na capital e em outras partes do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos