PUBLICIDADE
Topo

Argentina facilita solicitações de residência para imigrantes venezuelanos

22/02/2018 20h14

Por Maximilian Heath e Miguel Lobianco

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina está dando a imigrantes venezuelanos mais tempo para apresentarem documentos necessários para obtenção de residência por conta de atrasos para obtenção de documentações da Venezuela, disse nesta quinta-feira o chefe da autoridade de imigração da Argentina.

Assim como outros países sul-americanos, a Argentina vive um surto na imigração da Venezuela, conforme centenas de milhares de pessoas fogem da crescente crise econômica do país membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Dados do governo indicam que a Argentina concedeu residência para 31.167 venezuelanos em 2017, bem acima dos 1.510 em 2011. Mas cerca de metade dos solicitantes a residência não foram capazes de obter a tempo do governo venezuelano documentos exigidos, de acordo com Horacio Garcia, diretor do Diretório Nacional de Imigrações da Argentina.

Falando em entrevista, ele disse que havia recentemente solicitado o afrouxamento dos prazos para solicitações.

“Isto foi algo além do controle daqueles que queriam morar aqui. O Estado Venezuelano sofreu um colapso administrativo”, disse Garcia. “O que nós fizemos foi tornar a exigência mais flexível, desde que o solicitante providencie os documentos mais cedo ou mais tarde.”

A mudança acontece em um momento em que países como Brasil e Colômbia --que fazem fronteira com a Venezuela-- implementam controles fronteiriços mais rígidos para lidar com um crescente fluxo de imigrantes, possivelmente ameaçando uma importante válvula de segurança para venezuelanos que fogem da hiperinflação e uma intensa recessão no país.