Polícia da Venezuela entra em casa de líder de oposição sob prisão domiciliar

Em Caracas

  • Foto: AFP

Agentes do serviço de inteligência da Venezuela entraram na casa do líder da oposição Leopoldo López, que está sob prisão domiciliar por liderar protestos contra o presidente Nicolás Maduro, disse a esposa de Lópes no Twitter, nesta quinta-feira.

A chegada dos agentes da Sebin, agência do serviço de inteligência do país, acontece horas depois que o New York Times publicou uma reportagem na qual López descreve como forças de segurança tentaram impedí-lo de falar com repórteres.

"A Sebin entrou na nossa casa e eles continuam aqui", escreveu Lilian Tintori. "É ilegal e desumano a Sebin estar dentro da nossa casa com armas, na presença de nossos três filhos."

O gabinete da vice-Presidência, que coordena a Sebin, não atendeu a ligações buscando confirmação e o Ministério da Informação não respondeu a pedido por comentário enviado por email.

López é o mais conhecido de uma dezena de ativistas e líderes de oposição detidos, acusados por Maduro de tentar derrubar seu governo por meio de protestos em 2014 e 2017.

(Reportagem de Brian Ellsworth)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos