Tusk adverte Reino Unido sobre fronteira na Irlanda após Brexit

BRUXELAS (Reuters) - O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, advertiu o Reino Unido nesta quinta-feira que o plano do governo britânico para deixar a união alfandegária e o mercado único da União Europeia após o Brexit pode significar o retorno de controle rígido de fronteira na ilha da Irlanda.

Durante conferência comercial em Bruxelas, antes de embarcar para encontro em Londres com a primeira-ministra britânica, Theresa May, Tusk disse que uma proposta da UE apresentada na quarta-feira para incorporar a Irlanda do Norte a uma "área regulamentar comum" com o bloco é a melhor opção para evitar problemas de fronteira -- mas que ele irá perguntar a May se o Reino Unido pode propor algo melhor.

"Até agora, ninguém elaborou nada mais sensato do que isso", disse. "Em algumas horas, eu irei perguntar a Londres se o governo britânico tem alguma outra ideia que será tão efetiva na prevenção de uma fronteira física entre a Irlanda e a Irlanda do Norte".

(Reportagem de Alastair Macdonald e Samantha Koester)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos