Costa Rica escolhe presidente em disputa marcada por debate sobre direitos de homossexuais

SÃO JOSÉ (Reuters) - As urnas foram abertas neste domingo de Páscoa para uma votação sobre se o cantor gospel Fabricio Alvarado Munoz pode levar a presidência da Costa Rica, resultado que marcaria uma virada em relação à adoção dos direitos gays pelo governo atual.

Mais conhecido por canções religiosas, o ex-jornalista de 43 anos enfrenta o candidato do partido de centro-esquerda Carlos Alvarado Quesada, de 38 anos, em uma corrida disputada por uma decisão judicial que ordena ao país permitir casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Os dois Alvarados, que não são parentes, tomaram posições opostas na decisão de janeiro da Corte Interamericana de Direitos Humanos, um influente órgão regional baseado na capital da Costa Rica, São José.

A votação iniciada às 6 da manhã, horário local, tem resultados esperados para a noite deste domingo.

A luta pelo casamento entre pessoas do mesmo sexo ofuscou outras questões na disputa, como um déficit orçamentário crescente.

(David Alire Garcia)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos