Topo

Líder na corrida presidencial do México critica Trump por tropas na fronteira

05/04/2018 18h56

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O líder na corrida presidencial do México disse nesta quinta-feira que a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de enviar tropas da Guarda Nacional para a fronteira é uma manobra política baseada em desinformação para reconquistar apoio de sua base conservadora.

Andrés Manuel López Obrador, candidato da esquerda que possui uma liderança de dígitos duplos em pesquisas de opinião antes da eleição de 1º de julho, criticou o plano de Trump de colocar tropas da Guarda Nacional ao longo da fronteira mexicana.

"Ele está usando toda esta campanha contra o México como propaganda, esta é a única maneira que eu posso explicar que ele está tentando enviar forças militares à fronteira", disse López Obrador durante um discurso de campanha na cidade fronteiriça de Nuevo Laredo, no norte do país.

"Porque não há razão para fazer isto", acrescentou. "Esta grande ameaça na fronteira sul dos Estados Unidos que ele diz que está lá, não existe".

López Obrador disse que as taxas de crimes em cidades fronteiriças dos EUA têm caído nos anos recentes, assim como o número de mexicanos que tentam cruzar a fronteira.

"Esta estratégia antimexicanos funcionou politicamente porque infelizmente há setores conservadores nos Estados Unidos com pouca informação e ele sabe como despertar o sentimento antimexicano, o que é chamado de xenofobia, que pode ser como racismo, ódio a estrangeiros”, disse López Obrador.

     A série de comentários feitos por Trump nesta semana direcionados ao México colocou a relação entre os países no centro da campanha presidencial mexicana, na qual o partido governista está para trás.

(Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))

REUTERS LM