Defesa de Lula pede habeas corpus ao STJ para evitar prisão nesta 6ª, diz Folha

SÃO PAULO (Reuters) - A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para evitar que ele seja preso, após determinação na quinta-feira do juiz Sérgio Moro para que ele se apresente em Curitiba até a tarde desta sexta-feira para começar a cumprir pena, disse o jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com o jornal, a defesa de Lula argumenta no pedido ao STJ que ainda há recursos a serem apresentados junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) e que, portanto, a pena ainda não pode começar a ser cumprida até que sejam analisados esses recursos.

Moro determinou que Lula se apresente para começar a cumprir a pena de 12 anos e 1 mês de prisão em regime fechado no caso sobre o apartamento tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo.

O petista, que após a expedição do mandado de prisão na noite da véspera foi para o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde passou a noite, foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de receber o imóvel como propina paga pela empreiteira OAS em troca de contratos na Petrobras.

Ele nega ser dono do imóvel, assim como quaisquer irregularidades. Lula, que é réu em outros seis processos, afirma ser alvo de uma perseguição política promovida por setores do Ministério Público, do Judiciário e da Polícia Federal com o objetivo de impedi-lo de ser candidato.

(Por Eduardo Simões)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos