Presidente do PT pede a simpatizantes que deixem Lula sair de sede de sindicato

Por Tatiana Ramil

SÃO BERNARDO DO CAMPO (Reuters) - A presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PR), pediu neste sábado a simpatizantes reunidos na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, que deixem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sair do local para se entregar à Polícia Federal para cumprir pena de prisão.

Gleisi fez o pedido após Lula ter sido impedido por apoiadores de deixar o local onde se encontra desde quinta-feira.

"A Polícia Federal nos deu meia hora para resolvermos a questão", disse Gleisi em cima de um caminhão de som, acrescentando que a decisão do Lula é se apresentar à PF.

"A coisa que eu mais queria é essa resistência, fechar portões, não deixar ele sair... encarar a polícia se viesse buscá-lo. Mas (o juiz Sérgio ) Moro avisou que se não houver uma negociação para a entrega, ele decreta a preventiva... e aí fica quase impossível conseguirmos um habeas corpus", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos