Ministro alemão diz que motorista que atropelou pedestres em Muenster tinha problemas psicológicos

Por Elke Ahlswede

MUENSTER, Alemanha (Reuters) - O homem que dirigia a van que avançou contra um grupo de pessoas em frente a um restaurante na cidade alemã de Muenster no sábado agiu sozinho e há indicações de que tivesse problemas psicológicos, disse o ministro regional do Interior neste domingo.

O homem matou duas pessoas ao avançar o veículo contra um grupo de pessoas sentadas em mesas do lado de fora do restaurante Grosser Kiepenkerl, um destino popular para turistas na parte antiga da cidade universitária no oeste da Alemanha. Logo depois, se matou.

"Agora sabemos que era provavelmente um alemão e solitário", disse Herbert Reul, ministro do Interior da Renânia do Norte-Vestfália, lar de Muenster, a repórteres.

De acordo com Reul, não há evidência de qualquer ligação do suspeito, que não era um , militância islâmica.

A emissora ZDF informou que a polícia estava revistando o apartamento do suspeito e que ele tinha contato com extremistas de extrema-direita, mas até o momento não havia evidências de que era um deles.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos