Centenas de voos são cancelados na Alemanha por greves em aeroportos

Por Riham Alkousaa

FRANKFURT (Reuters) - Milhares de passageiros ficaram retidos em aeroportos da Alemanha nesta terça-feira, quando mais de 60 mil funcionários e outros trabalhadores do setor público realizaram protestos pelo país para aumentar a pressão em uma disputa salarial.

A Lufthansa informou que cancelaria mais de 800 de seus 1.600 voos planejados para esta terça-feira e a operadora do aeroporto de Frankfurt havia alertado sobre interrupções.

Além de Frankfurt, o centro mais movimentado da Alemanha para companhias aéreas, as greves atingiram aeroportos em Munique, Colônia e Bremen. A ação industrial também afetou creches, serviços de coleta de lixo e piscinas em diversos Estados alemães.

O sindicato alemão Verdi quer um aumento salarial de 6 por cento para seus 2,3 milhões de funcionários do setor público em nível local e federal. O governo federal e municípios da Alemanha rejeitaram isto, dizendo que tal aumento forçaria a terceirização de empregos.

O sindicato informou que mais de 60 mil trabalhadores em oito Estados alemães participaram das greves e que mais passeatas estão planejadas no país nos próximos dias.

O Verdi disse estar pedindo para 15 mil funcionários da Deutsche Telekom se juntarem a greves na quarta-feira, a maioria deles de setores técnicos e de serviços.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos