Mais de 130 mil pessoas fugiram da cidade síria de Ghouta Oriental em 4 semanas, diz ONU

GENEBRA (Reuters) - A Organização das Nações Unidas (ONU) expressou preocupação nesta terça-feira com o "acentuado novo deslocamento" do enclave sírio de Ghouta Oriental, depois que a estimativa de mais de 133 mil pessoas fugiram em quatro semanas da região a qual agências de auxílio da ONU ainda não têm acesso.

Cerca de 45 mil das pessoas que foram deslocadas estão ficando em oito abrigos coletivos no interior de Damasco. Aproximadamente o mesmo número de mulheres, crianças, e homens idosos deixaram os abrigos lotados após triagem de autoridades do governo.

"Estamos cientes de que triagens estão acontecendo à medida que civis deixam Ghouta Oriental, mas, como vocês sabem, nós não fazemos parte dos atuais acordos de retirada e ou de suas implementações", disse Andrej Mahecic, porta-voz da agência de refugiados da ONU, Acnur, em coletiva de imprensa.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos