Topo

PF cumpre busca e apreensão em inquérito sobre presidente do Senado, diz fonte

10/04/2018 10h06

BRASÍLIA (Reuters) - A Polícia Federal cumpre nesta terça-feira mandados de busca e apreensão autorizados pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), em um inquérito que investiga o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), embora o parlamentar não seja alvo direto da operação desta terça, que mira em pessoas relacionadas a ele, disse uma fonte da PF.

A operação, batizada de Tira-Teima, se baseia na delação premiada do ex-diretor da empresa Hypermarcas --atual Hypera Pharma -- Nelson José de Mello, acrescentou a fonte. Eunício é alvo de inquérito no Supremo por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro e é no âmbito desta investigação que se dá a Tira-Teima, acrescentou a fonte.

Segundo nota divulgada pela PF, que não dá detalhes sobre os alvos da investigação, 40 policiais federais cumprem oito mandados de busca e apreensão em São Paulo, Goiânia e Fortaleza, A nota diz ainda que a Tira-Teima apura um esquema de pagamentos de vantagens indevidos de um grupo empresarial a políticos.

"A finalidade das medidas é o buscar documentos e outros elementos de aprofundamento da investigação, considerando a notícia de doações de campanha abalizadas através de contratos fictícios", informou a PF na nota.

Procurada, a assessoria do presidente do Senado não respondeu imediatamente a pedidos de comentários. A Hypera Pharma, procurada, também não se manifestou imediatamente.

(Reportagem Redação Brasília)