Secretário de Defesa dos EUA diz acreditar que houve ataque químico na Síria

WASHINGTON (Reuters) - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, disse ao Congresso dos EUA nesta quinta-feira que acredita que houve um ataque químico na Síria e que Washington quer que inspetores sejam enviados ao local para coletar evidências, advertindo que esse trabalho fica cada vez mais difícil com o passar do tempo.

"Eu acredito que houve um ataque químico e nós estamos procurando provas concretas", disse Mattis durante audiência da Comissão de Serviços Armados do Congresso.

O secretário de Defesa ainda disse que uma de suas principais preocupações sobre um ataque militar dos Estados Unidos é evitar uma escalada "fora de controle" na guerra da Síria, na qual Rússia, Irã, Turquia e outros países estão envolvidos.

Mattis também acusou a Rússia de ser conivente com a retenção de armas químicas por parte da Síria, apesar de um acordo de 2013, mediado por Moscou, que exigia que o país abandonasse o arsenal.

(Reportagem de Phil Stewart e Idrees Ali)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos