Advogado de Trump tenta impedir uso de materiais apreendidos em busca do FBI

WASHINGTON (Reuters) - Michael Cohen, advogado pessoal do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está pedindo uma ordem de restrição temporária para buscas do FBI realizadas na segunda-feira em sua casa e escritório, informou um porta-voz do Departamento de Justiça norte-americano nesta sexta-feira.

A ordem poderia impedir o governo de usar os materiais apreendidos, segundo fonte com conhecimento da investigação.

A operação de buscas foi realizada após indicação do procurador especial Robert Mueller, que está investigando alegações de interferência russa na eleição norte-americana de 2016, em inquérito que também apura se a campanha de Trump conspirou com Moscou.

(Reportagem de Karen Freifeld)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos