Topo

Merkel busca maneiras de solucionar disparidades entre leste e oeste da Alemanha

15/04/2018 11h04

BERLIM (Reuters) - A chanceler alemã Angela Merkel disse neste domingo que os subsídios do governo eram necessários para solucionar as persistentes disparidades na qualidade de vida entre os Estados da antiga Alemanha Oriental e da Alemanha Ocidental 28 anos após a unificação do país.

Em um webcast, Merkel disse que o governo precisa analisar maneiras de solucionar as diferenças estruturais que tendem a permanecer após o fim de uma taxa solidária introduzida em 1990 para apoiar os Estados mais pobres, algo previsto para o final de 2019.

"Precisamos questionar continuamente como podemos equilibrar as diferenças sistêmicas e estruturais entre leste e oeste na área de pesquisa, no que diz respeito a sedes de grandes empresas e ao campo do desemprego estrutural", disse Merkel. Ela não deu detalhes sobre programas específicos.

Merkel, que cresceu na antiga Alemanha Oriental, discutirá a questão quando se reunir com os governadores de cinco ex-Estados orientais na quarta-feira.

(Por Andrea Shalal)