Movimento 5 Estrelas pede eleição antecipada na Itália após fracasso em formação de governo

Por Crispian Balmer

ROMA (Reuters) - O líder do partido italiano anti-establishment Movimento 5 Estrelas pediu nesta segunda-feira eleições antecipadas para junho, dizendo que os esforços para formar um governo de coalizão depois da votação inconclusiva do mês passado fracassaram.

Seu apelo causou apreensão nos mercados financeiros por sugerir que a Itália, que tem a terceira maior economia da zona do euro, enfrentará muitos meses mais de incerteza política.

"A esta altura, para mim, não há outra solução. Temos que voltar às urnas o mais cedo possível", disse Luigi Di Maio no Facebook, culpando partidos de centro-direita e centro-esquerda por se recusarem a negociar com o 5 Estrelas.

    A política italiana se encontra no limbo desde a eleição de 4 de março, na qual uma aliança de centro-direita liderada pela sigla anti-imigração Liga conquistou a maioria dos assentos, mas o 5 Estrelas emergiu como o maior partido isolado.

    O Partido Democrático (PD) de centro-esquerda ficou em um distante terceiro lugar.

Di Maio apelou ao líder da Liga, Matteo Salvini, para que engrosse seu apelo por uma eleição antecipada em junho. Os dois partidos têm cadeiras suficientes para bloquear a formação de qualquer coalizão no Parlamento.

    "Vamos pedir juntos para ir votar", disse.

    O presidente italiano, Sergio Mattarella, encarregado de resolver o impasse político prolongado, deixou claro que não deseja uma volta imediata às urnas e que uma eleição em junho provavelmente seria impossível de organizar em tão pouco tempo.

    (Reportagem adicional de Gavin Jones)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos