Itaú Unibanco tem lucro líquido recorrente de R$6,4 bi no 1º tri

SÃO PAULO (Reuters) - O Itaú Unibanco, maior banco privado do país, informou nesta terça-feira que teve lucro líquido recorrente de 6,419 bilhões de reais no primeiro trimestre, alta de 2,2 por cento em relação aos últimos três meses de 2017 e avanço de 3,9 por cento ante igual período do ano passado.

Sem ajustes, o lucro líquido de janeiro a março foi de 6,28 bilhões de reais, alta de 7,9 por cento sobre o trimestre imediatamente anterior e de 3,8 por cento ante um ano antes.

O retorno sobre o patrimônio líquido subiu para 22,2 por cento no trimestre, ante 22 por cento um ano antes e 21,9 por cento no quatro trimestre.

A medida de gastos do banco com perdas por empréstimos de má qualidade, chamada custo de crédito, somou 3,788 bilhões de reais, queda de 11 por cento ante o quarto trimestre e recuo de 28,3 por cento na comparação anual. A despesa com provisão para créditos de liquidação duvidosa (calotes) caiu 23,8 por cento na comparação anual.

O índice de inadimplência, medido pelo saldo de operações vencidas há mais de 90 dias em relação à carteira total, foi de 3,1 por cento, estável em relação aos últimos três meses do ano passado e 0,3 ponto abaixo do mesmo trimestre de 2017. Levando em consideração apenas as operações no Brasil, o índice de inadimplência de mais de 90 dias ficou em 3,7 por cento, mesmo nível do último trimestre de 2017, mas 0,5 ponto menor em relação ao primeiro trimestre do ano passado.

As receitas do banco com prestação de serviços recuaram 3,4 por cento na comparação com o trimestre anterior e subiram 7,3 por cento ante o mesmo período do ano passado.

A carteira de empréstimos, incluindo garantias e títulos privados, encerrou março a 601,1 bilhões de reais, alta de 0,2 por cento na comparação trimestral e de 2,4 por cento na comparação anual, ajudado pela aquisição do banco de varejo do Citigroup no país.

A margem financeira com clientes do Itaú Unibanco recuou 1,6 por cento ante o quarto trimestre do ano passado e caiu 1,8 por cento ante primeiro trimestre de 2017, para 15,261 bilhões de reais, refletindo principalmente o efeito negativo da menor quantidade de dias corridos nesse trimestre, disse o banco.

(Por Raquel Stenzel e Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos