Pagamento a atriz pornô não violou leis de campanha, diz advogado de Trump

WASHINGTON (Reuters) - O advogado do presidente Donald Trump Rudy Giuliani disse nesta sexta-feira que um pagamento de 130 mil dólares feito por outro advogado de Trump para silenciar a atriz pornô Stormy Daniels antes da eleição de 2016 não violou as leis de campanha, alegando que isso teria sido feito mesmo se Trump não estivesse concorrendo.

"O pagamento foi feito para resolver uma alegação pessoal e falsa, a fim de proteger a família do presidente", afirmou Giuliani em um comunicado. "Teria sido feito em qualquer caso, se ele fosse candidato ou não."

(Reportagem de Timothy Ahmann)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos