Topo

Irã diz ter planos para qualquer decisão de Trump sobre acordo nuclear

06/05/2018 11h57

DUBAI (Reuters) - O presidente do Irã, Hassan Rouhani, rejeitou neste domingo ameaças feitas pelo presidente norte-americano, Donald Trump, de se retirar do acordo nuclear do país com potências globais, afirmando que o governo iraniano tem planos para responder a qualquer movimento norte-americano.

Ele disse ainda que os EUA vão se lamentar se decidirem sair do acordo, firmado em 2015.

Trump disse anteriormente que, a menos que os aliados europeus retifiquem as "falhas" do acordo com Teerã até 12 de maio, ele vai se recusar a estender a suspensão das sanções dos EUA para o Irã.

"Temos planos para resistir a qualquer decisão de Trump sobre o acordo nuclear", disse Rouhani em discurso transmitido ao vivo pela TV.

"Ordens foram emitidas para nossa organização de energia atômica... e para o setor econômico para enfrentar movimentos da América contra o nosso país", disse ele.

    "A América estará cometendo um erro se deixar o acordo nuclear."

Grã-Bretanha, França e Alemanha continuam comprometidos com o acordo nuclear, mas, em um esforço para manter Washington, querem abrir conversas sobre o programa de mísseis balísticos do Irã, suas atividades nucleares além de 2025 --quando as principais cláusulas do acordo expiram-- e suas guerras na Síria e no Iêmen.

"Não vamos negociar com ninguém sobre nossas armas e defesas, e vamos fazer e armazenar tantas armas, instalações e mísseis quanto precisamos", disse Rouhani, reiterando rejeição por líderes iranianos de negociações sobre o programa de mísseis do Irã, que Teerã diz ser defensivo.

"Vocês (EUA) deveriam saber que não podem ameaçar esta grande nação porque nosso povo aguentou oito anos... se defendendo (na guerra contra o Iraque)", disse Rouhani.