Grupo de Lima pede suspensão de eleição presidencial da Venezuela

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O Grupo de Lima, formado por mais de uma dezena de países das Américas, afirmou nesta segunda-feira que não estão dadas as condições para eleições livres na Venezuela, e pediu que o governo venezuelano suspenda o pleito de domingo, no qual o presidente Nicolás Maduro buscará a reeleição.

O grupo é formado por Argentina, Brasil, Canadá,Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras,México, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia.

(Reportagem de Dave Graham)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos