Lava de vulcão Kilauea ameaça rotas de saída do Havaí e pode forçar mais retiradas

Por Terray Sylvester

PAHOA, Havaí (Reuters) - A lava que emerge de grandes fendas no solo nos arredores do vulcão em erupção Kilauea, no Havaí, ameaçou rodovias na segunda-feira, criando a possibilidade de as autoridades terem que ordenar que mais milhares de pessoas se retirem antes que as rotas de saída sejam bloqueadas.

A lava de uma grande fissura nova invadiu terras de cultivo seguindo rumo a uma estrada de terra litorânea que é uma das últimas opções de saída para cerca de 2 mil moradores do sudeste da maior ilha do Havaí.

Acredita-se que mais fendas com lava se abrirão entre casas e campos cerca de 40 quilômetros ao leste do pico do Kilauea, possivelmente bloqueando a rodovia 132, uma das últimas rotas de fuga.

Fontes de magma jorraram "bombas de lava" a mais de 30 metros de altura enquanto rocha derretida se espalhava na direção leste-sudeste rumo à rodovia costeira 137, informou o Observatório de Vulcões do Havaí.

Retiradas em massa serão acionadas se qualquer uma das rodovias for atingida pela lava, disse o porta-voz da Guarda Nacional do Havaí, Jeff Hickman.

"Há muitos cenários de último caso, e estradas sendo bloqueadas é um deles", explicou Hickman na rodovia 137, um caminho potencial do fluxo de lava, a cerca de 3 quilômetros de distância.

Dezenas de casas foram destruídas desde que as erupções começaram 10 dias atrás, e autoridades ordenaram a retirada de quase 2 mil moradores do distrito de Puna, na Ilha Grande, que abriga cerca de 187 mil pessoas.

(Reportagem adicional de Rich McKay em Atlanta)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos