Topo

Governo e caminhoneiros chegam a acordo para suspender greve por 15 dias

24/05/2018 21h48

Por Lisandra Paraguassu e Mateus Maia

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou nesta quinta-feira que o governo federal fechou acordo com categorias de caminhoneiros para suspensão da greve nacional iniciada na segunda-feira por 15 dias.

Segundo Padilha, a Petrobras vai manter a redução de 10 por cento no preço do óleo diesel pelos próximos 30 dias e vai assegurar periodicidade mínima de 30 dias para eventuais reajustes do combustível nas refinarias.

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou que Petrobras assume a redução por 15 dias, a partir do 16º dia será bancada pela União. Segundo o ministro, não há nenhum prejuízo para a petrolífera.

"Vamos criar uma subvenção para pagar essa diferença", disse Guardia, acrescentando que completado um mês, se fará reajuste de acordo com regras da Petrobras.

"Nos momentos em que o preço cai e fica abaixo do preço fixado para o diesel na refinaria, a Petrobras passa a ter um crédito que vai reduzir o custo do Tesouro", disse Guardia, acrescentando que a política é consistente com a meta fiscal.

Padilha afirmou ainda que como parte do acordo a tabela de fretes será editada a cada três meses e que o governo vai tratar com os Estados a não cobrança do eixo suspenso em caminhões vazios.