Presidente do Senado assume compromisso de pautar projeto de preço mínimo para frete

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), anunciou que assumiu o compromisso de pautar projeto que cria política de preços mínimos do transporte rodoviário de cargas como parte de acordo para suspender a greve de caminhoneiros.

Segundo o senador, o projeto da reoneração da folha de pagamentos votado na véspera pela Câmara que também zera as alíquotas de PIS/Cofins para o diesel não deve ser votado de imediato. Será aberta nova rodada de negociações e seu texto poderá ser alterado.

O presidente explicou que o projeto sobre o preço mínimo de cargas, parte da demanda de representates dos caminhoneiros, encontra-se na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Casa. Para ser levado ao plenário do Senado e conferir tramitação acelerada à proposta, explica o presidente, é necessária a assinatura do líder do governo na Casa, senador Romero Jucá (MDB-RR), que também consta como relator do projeto.

"O meu compromisso é pautar o PLC 121 (do preço mínimo de cargas) com a assinatura do líder para levar direto ao plenário para votar na semana que vem ou na outra", disse a jornalistas.

"O projeto que veio da Câmara (da reoneração e da isenção do PIS/Cofins) vai se abrir um debate", afirmou, acrescentando que o governo deve buscar alternativas, fontes e redução das alíquotas, sem descartar que elas sejam reduzidas pela metade.

(Por Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos