ONU faz apelo à coalizão saudita que acelere importações no Iêmen, evite fome

GENEBRA (Reuters) - A Organização das Nações Unidas (ONU) pediu que o governo do Iêmen e a coalizão liderada pela Arábia Saudita reduzam as restrições impostas sobre as importações de alimentos e combustível para o país abalado pela guerra, advertindo que mais milhões de pessoas podem sofrer com a fome.

"Eu estou particularmente preocupado com o recente declínio da importação comercial de alimentos através dos portos do Mar Vermelho. Pressão sobre a moeda e uma crise de liquidez no sistema bancário do Iêmen tornam a importação menos viável para comerciantes", disse Mark Lowcock, coordenador de ação emergencial da ONU, em comunicado.

A confiança entre transportadores comerciais foi desgastada devido a atrasos, "inclusive como resultado de inspeções realizadas pela coalizão liderada pela Arábia Saudita depois que esses navios foram liberados pela UNVIM", disse, em referência ao mecanismo de verificação da ONU.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos