UE diz crer que novo governo da Itália cooperará com seus parceiros

BRUXELAS (Reuters) - A Comissão Europeia disse nesta sexta-feira que acredita que o novo governo anti-establishment da Itália cooperará "construtivamente" com seus parceiros da União Europeia.

A coalizão de governo italiana está se instalando nesta sexta-feira, acalmando assim os mercados assustados com a possibilidade de eleições antecipadas que poderiam se tornar, na prática, um referendo sobre o rompimento com o euro.

"Temos plena confiança na capacidade e na disposição do novo governo para se engajar construtivamente com seus parceiros europeus e com as instituições da UE para preservar o papel central da Itália no projeto europeu comum", disse uma porta-voz do Executivo do bloco em um boletim à imprensa em Bruxelas.

Classificando-as como "enganosas", ela minimizou reportagens que insinuaram que o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, desrespeitou os italianos em uma conferência na quinta-feira.

O novo vice-primeiro-ministro nacionalista italiano, Matteo Salvini, chamou Juncker de "racista" devido a reportagens segundo as quais este teria dito que os italianos têm que trabalhar mais duro e ser menos corruptos.

Falando em inglês, o luxemburguês Juncker defendeu o apoio generoso da UE ao sul da Itália e disse que é responsabilidade dos líderes nacionais em Roma fazer mais para ajudar a região, impulsionar o emprego e combater a corrupção.

"Os italianos têm que cuidar das regiões pobres da Itália. Isso significa mais trabalho, menos corrupção, seriedade", afirmou.

"Nós os ajudaremos, como sempre fizemos. Mas não entrem nesse jogo de sobrecarregar a UE de responsabilidade. Um país é um país, uma nação é uma nação. As nações primeiro, a Europa em segundo".

A porta-voz disse nesta sexta-feira: "O presidente Juncker está comprometido a trabalhar com o novo governo italiano para enfrentar os muitos desafios que a Itália e a Europa estão encarando, do comércio à migração e muitos outros".

Ela disse que Juncker se encontrará com o novo premiê italiano, Giuseppe Conte, na semana que vem em uma reunião do G7 no Canadá. 

(Por Francesco Guarascio)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos