Topo

Trump provavelmente pode conceder perdão a si mesmo, mas não planeja fazê-lo, diz advogado

Foto: AFP
O presidente americano Donald Trump Imagem: Foto: AFP

03/06/2018 13h38Atualizada em 03/06/2018 18h42

Por Yasmeen Abutaleb e Arshad Mohammed

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que está pressionado pela investigação do procurador especial Robert Mueller sobre o papel da Rússia na eleição de 2016, provavelmente tem o poder de perdoar a si mesmo, mas não pretende fazê-lo, disse seu advogado Rudy Giuliani no domingo.

Perguntado se Trump tem o poder de conceder perdão a si mesmo, Giuliani disse: "Ele não irá fazê-lo, mas ele provavelmente tem". Giuliani acrescentou que Trump "não tem intenção de perdoar a si mesmo", mas que a constituição dos EUA, que dá ao presidente a autoridade de conceder perdões, "não diz que não pode".

Falando ao programa "This Week", da ABC, Giuliani acrescentou que ?isso seria uma questão em aberto. Eu acho que provavelmente seria respondida por, Deus, o que a constituição diz?.