PUBLICIDADE
Topo

Polônia impede entrada de 17 portadores de identidades da Copa do Mundo saídos da Rússia

25/06/2018 12h02

VARSÓVIA (Reuters) - Dezessete pessoas, a maioria da Nigéria e do Marrocos e portadoras de identidades de torcedores da Copa do Mundo, tentaram entram na Polônia ilegalmente saídas da Rússia desde que o torneio começou, disse o serviço de guardas de fronteira nesta segunda-feira.

No incidente mais recente, guardas detiveram seis marroquinos na quinta-feira quando eles cruzavam para o noroeste polonês a partir de Kaliningrado, um enclave russo na Europa que está sediando jogos do Mundial.

Eles atravessaram por uma zona de "fronteira verde" onde não existe um ponto de travessia formal e foram devolvidos à Rússia no sábado, disse uma porta-voz local dos guardas de fronteira.

Guardas locais estão vigiando a divisa mais atentamente durante a Copa do Mundo da Rússia, e detiveram quatro outras pessoas que entraram pela fronteira verde e repeliram outras sete na divisa, informou.

Entre elas estavam cidadãos de Nigéria, Marrocos, Argélia e Iêmen com identidades da Copa do Mundo, que Moscou aceita no lugar de vistos durante o torneio.

Um dos marroquinos detidos não tinha documentos originais, mas somente cópias, incluindo uma cópia de uma identidade de torcedor, segundo a porta-voz. Os outros marroquinos possuíam identidades genuínas e passaportes.

No início deste mês cinco pessoas entraram na Finlândia ilegalmente com a ajuda de identidades de torcedores da Copa do Mundo e subsequentemente pediram asilo.

(Por Agnieszka Barteczko)