PUBLICIDADE
Topo

China inspeciona fabricantes de vacinas em tentativa de conter escândalo

26/07/2018 08h01

Por Philip Wen e Adam Jourdan

CHANGCHUN, China/XANGAI (Reuters) - A China iniciou inspeções em unidades de fabricantes de vacina por todo o país em uma tentativa de conter a indignação da população depois que foi descoberto que a companhia Changsheng Bio-technology falsificava dados e vendia vacinas ineficazes para crianças.

Um grupo de inspeção governamental visitou a principal fábrica da Changsheng, na cidade de Changchun, nesta quinta-feira, informou a polícia no lado de fora do local. Um repórter da Reuters viu veículos da Administração de Alimentos e Drogas da China entrar no local.

As verificações em linhas de produção de todas as fabricantes de vacina acontecem no momento em que autoridades buscam restaurar a confiança no setor e afastar temores de que o escândalo possa prejudicar as ambições de exportar vacinas chinesas para outros países.

"Podemos ter certeza de que, agora, haverá mais inspeções não anunciadas", disse à Reuters Gauden Galea, representante da China na Organização Mundial da Saúde (OMS), acrescentando que os fabricantes chineses serão colocados à prova.

"Os dados, os dossiês, serão analisados de perto, os testes clínicos serão analisados, avaliações de segurança, pureza, eficácia serão realizadas em maior quantidade".

A Changsheng, cuja presidente está entre 15 pessoas detidas pela polícia devido ao escândalo, pediu desculpas publicamente no início desta semana, sinalizando que pode ser retirada do mercado de ações. A empresa também é alvo de uma investigação por corrupção na China.