PUBLICIDADE
Topo

Conservadores de Merkel atingem mínima de 12 anos em pesquisa alemã

29/07/2018 10h24

BERLIM (Reuters) - O apoio ao bloco conservador da chanceler alemã Angela Merkel, tentando superar a disputa pela política migratória que ameaçou a coalizão, caiu ao nível mais baixo desde 2006, segundo mostrou uma pesquisa neste domingo.

A pesquisa Emnid, publicada no jornal Bild am Sonntag, mostrou que os Democrata-Cristãos de Merkel e seu partido irmão, a União Social-Cristã da Baviera (CSU), caíram um por cento para 29 por cento. Isso se compara com os 33 por cento na eleição de setembro.

O CSU enfrentará uma dura eleição regional em outubro, com as pesquisas mostrando que pode perder sua maioria absoluta na Baviera.

Os Social-Democratas (SPD), que dividem o poder com os conservadores na coalizão de Merkel, falharam em capitalizar essas perdas, também caindo um ponto para 18 por cento.

O Alternativa para a Alemanha (AfD), de extrema direita, ficou inalterado em 15 por cento, enquanto os Verdes subiram 2 pontos para 14 por cento, melhor número este ano, de acordo com o Bild am Sonntag.

(Por Madeline Chambers)