PUBLICIDADE
Topo

Na véspera da eleição, Mugabe, do Zimbábue, condena partido no poder

29/07/2018 10h51

HARARE (Reuters) - Na véspera da primeira eleição do Zimbábue desde que Robert Mugabe foi deposto em um golpe, o ex-presidente de 94 anos disse esperar que seus ex-aliados no "governo militar" sejam eliminados do poder.

Mugabe, cujo mandato de 37 anos chegou ao fim quando foi forçado a renunciar em novembro, disse a repórteres em sua mansão em Harare, no domingo, que o governo do presidente Emmerson Mnangagwa era inconstitucional e governado pela arma.

Na eleição de segunda-feira, Mnangagwa, de 75 anos, um antigo aliado de Mugabe, enfrenta Nelson Chamisa, de 40 anos, advogado e pastor que luta para se tornar o mais jovem chefe de Estado do Zimbábue.