PUBLICIDADE
Topo

Navio-tanque desaparece em águas da África Ocidental assoladas por piratas

22/08/2018 15h07

Por Angus MacSwan

DACAR (Reuters) - Um navio-tanque com 19 tripulantes a bordo, a maioria de cidadania georgiana, desapareceu em águas do litoral do Gabão, na África Ocidental, assoladas por piratas, e não há notícias a respeito há uma semana, disseram os administradores do navio e a agência responsável pelos tripulantes nesta quarta-feira.

A comunicação com o Pantelena, registrado no Panamá, foi perdida perto das 2h locais do dia 14 de agosto, ocasião em que se encontrava a cerca de 27 quilômetros do porto de Libreville, no Gabão, disse a Lotus Shipping, que tem sede em Atenas, em um comunicado.

Anzhela Oganesyan, diretora da agência georgiana de tripulantes Ialkani, disse que dois cidadãos russos e 17 georgianos estavam a bordo da embarcação, e que até agora não teve notícia de seu paradeiro.

O governo da Geórgia também disse que 17 de seus cidadãos servem no Pantelena.

A agência de notícias russa RIA relatou que, segundo a embaixada da Rússia no Gabão, dois russos estavam no navio-tanque, e a representação diplomática está em contato com os familiares.

A Lotus não deu maiores detalhes sobre a carga e a tripulação, nem disse se acredita que o Pantelena foi sequestrado por piratas. O navio pode transportar petróleo produtos químicos.

"Nós da Lotus Shipping, agindo em nome dos proprietários da embarcação... estabelecemos como prioridade absoluta salvaguardar a segurança da tripulação, e com seu interesse em mente não podemos fornecer mais nenhum comentário à mídia a esta altura", disse.